quinta-feira, 26 de abril de 2012

Lavagem Cerebral Pt. 3 - Réquiem Para Sua Mente



 Depois de um mês inteiro muito conturbado para mim, estou de volta. Aos que acompanharam esse blog desde que ele se iniciou, peço perdão pela demora em retornar a postar nele. Muitos agora conhecem minha verdadeira identidade, mas esse blog não pode perder o foco; ainda há muito o que fazer pelas pessoas que estão aprisionadas nas masmorras da Torre de Vigia.
Hoje a minha condição não permite mais análises profundas do que acontece dentro da Torre. Saí de lá. Não consegui suportar a pressão de viver uma vida dupla. Não é fácil, são muitas escolhas a serem feitas a cada minuto, a cada passo. Eu precisava de liberdade. Sendo assim, passo agora a tratar dos temas que não exigem minha presença física e mental dentro dos pátios da Torre. Obrigado a todos que me deram forças para me libertar de uma vez por todas!

Já havia abordado o tema Lavagem Cerebral mas, de todos os aspectos que podemos relacionar, referente a esse tema, acredito que esse é o que mais me chama a atenção.
Muitos não tem a informação que vou passar agora, e os que sabem não entendem. Vou ajudar a esclarecer as coisas por aqui. Lá vai: Você sabia que as Testemunhas de Jeová tem seu próprio livro de Cânticos? -
Muitos poderão dizer que sim, e ainda completarem minha informação dizendo: "Outras denominações também tem"

Então qual é a novidade?

A novidade é que 99% das religiões possuem sim livros de Cânticos próprios, mas elas não se limitam à esse livro. Podemos observar as igrejas Batistas, Assembleias de Deus e IURD (Igreja Universal do Reino de Deus). Todas essas denominações possuem sues livros de músicas compostas por membros das denominações e que, de uma certa forma, abordam temas relacionados ao foco das respectivas denominações. A diferença é que essas denominações não se limitam a esses livros de músicas próprias. Essas denominações costumam aceitar as composições de, membros ou não, músicos evangélicos. Há a aceitação de bandas e cantores solo, escrevendo "louvores"
As Testemunhas de Jeová, por se considerarem a única religião verdadeira não aceitam ouvir músicas de "adoração" da cristandade, por isso adotaram um sistema de canções composta pela sua liderança, e somente essas canções devem ser usadas em suas liturgias.
Essa parece ser uma explicação nobre, se não observada de perto. Há algo mais nisso tudo; algo mais obscuro profundamente oculto na beleza das melodias.




No vídeo "Como as Seitas Controlam a Mente de Seus Adeptos", temos a seguinte afirmação: "Induza estados de transe e auto-hipnose praticando rituais anti-pensamento e atos repetitivos fazendo-os 'dançar', 'girar', 'cantar' (E aqui entra uma letra fictícia que diz: "amamos o líder, nossa amorosa haste. Quando estou sem sem ele, sinto-me um traste")..."

É notável como toda a prática mencionada durante todo o vídeo se enquadra na forma como a Organização Torre de Vigia conduz seus adeptos. Mais impressionante ainda é essa questão da música.
Como o objetivo aqui é denunciar, vou começar trabalhando as músicas que a maioria das Testemunhas de Jeová tem em casa; devido ao lançamento da gravação de um cd com algumas das músicas contidas em seus livros de cânticos.

Lembrando que estamos lidando com gente astuta. Esse cd nitidamente é composto com um bom gosto fora de série; com melodias vocais e arranjos instrumentais envolventes...

1 - "Este é o Caminho"

Essa canção é sutil, mas não menos ardilosa. Com letra bonita, ela insere a mensagem de que a Organização é o único caminho verdadeiro, e que desviar-se dele leva à morte.

"Este é o caminho', diz o Deus Jeová,
'NÃO SE DESVIE, nele deve andar'.
Este é o caminho, NÃO VOLTE ATRAS!
SOMENTE AQUI HÁ VIDA, AMOR E PAZ. "



2 - "Sempre Leais"

Outra música muito bonita. Me chama atenção a mensagem de apoiar ( e entendam; aqui refere-se a apoio incondicional) as decisões da liderança.

"Apoiemos lealmente, os queridos anciãos..."




8 - "Pregue a Palavra"

Essa é a música de campanha proselitista que incentiva os adeptos a trabalharem duro no propósito da Organização. Quando o adepto demonstra um menor interesse em sair por aí "pregando", é sinal de fraqueza na fé, já que a força vem do criador!

"Tempos dificeis haverá; muitos vão oposição enfrentar
pregar vai ser desafiador, mas nossa força vem do criador..."





10 - "Eu quero"

Essa canção encaixa com cuidado a autoridade "divina" da liderança das Testemunhas de Jeová. Aqui, o escravo fiel e discreto (classe de Testemunhas privilegiadas, ungidas, e com o direito a viver no céu, sendo chamadas de filhos de Deus) é colocado como presente, provisão vinda direta de Deus. A letra deixa claro que são eles os portadores da mensagem de Deus.


"Jeová, ajuda nos deu. o escravo fiel forneceu. É prazer ir pregar, tal classe apoiar.
Levar a mensagem de Deus."



14 - "Tornar conhecida a verdade do Reino"

 Esse trecho separado pode parecer inocente, mas quem já foi Testemunha de jeová pode confirmar. A Organização chama de escuridão todo ensinamento religioso que não provém da Torre de Vigia. Esse trecho menciona o período "pré-Russell". A letra diz que Deus enviou a luz, e revelou verdades puras... revelou pra quem? Se ainda tiver dúvidas, assista o DVD "Testemunhas de Jeová - Da escuridão para a luz", assim saberão que é a luz a qual a música se refere!

"Antigamente a escuridão difcultava a visão, mas a luz Deus enviou, verdades puras revelou"








Eu poderia estender essa postagem com dezenas de outras músicas com conteúdo mais "agresivo", mas seria demorado e contra-producente. Fica a dica para quem quiser observar mais de perto outras letras de música dessa religião, pesquisá-las na internet. Letras que volta e meia, vão mostrar às pessoas que elas não valem nada, que fora da Organização a vida não tem valor, que os que não são da religião serão exterminados feito ratos, que o sentido da vida é fazer o serviço de pregação, etc.

Antes de terminar, não deixarei de postar a "cartada final":


17 - "Imaginem a si mesmo no Paraíso"

Essa música é a "GRANDE RECOMPENSA"! Cheia de orquestrações retumbantes, realmente mexe com o ouvinte. Sua letra traz a promessa de vivermos numa sociedade onde só existirão Testemunhas de Jeová. Aqui, os "mundanos" já terão sido destruídos e só restarão os fiéis. Acredito que quase toda religião tem algum tipo de música assim. Música que falam de uma promessa de uma vida melhor no futuro.
Essa em especial, suavemente traz na segunda estrofe a frase "realidade já se tornou". Isso não é a toa!
As Testemunhas de Jeová se gabam de viverem num "paraíso espiritual"; uma espécie de realidade alternativa que só existe na cabeça delas, indicando que elas já vivem conforme as normas estabelecidas para os cidadãos do Novo Mundo. Normas essas estabelecidas pela Sociedade Torre de Vigia, ao se utilizar da bíblia! Entra aqui a separação do real de o irreal. Se você já vive no paraíso (realidade alternativa existente na sua cabeça), o mundo (realidade de fato) já não tem mais importancia! Pessoas, parentes e amigos, bens, conhecimento (secular) entre outras coisas, não significam mais nada.


Já posso ver você e eu, no paraíso que Deus prometeu.
Quanta emoção, ao caminha num mundo livre feliz em paz.
O mal não mais existirá, o Reino justo não vai falahar.
Um novo começo sem comparaçãoà Deus cantaremos de todo coração!

Jeová nosso Deus, que grande prazer
presenciar teu imenso poder
Profundo amor sentimos por ti Oh Senhor

És digno de glória de honra e louvor.

Eu posso até imaginar o Reino justo em que vamos morar
nenhuma dor; temor não há
conosco a tenda de Deus está
O que Jeová profetizou, realidade já se tornou
Agora os mortos irão despertar
com eles nós vamos ao nosso Deus cantar.



É incrível como as coisas acontecem com muita sutileza e delicadeza dentro da Torre. Nada, absolutamente nada é abrupto. O estudante da bíblia vai se identificando com o amor e carinho recebido, e imagina quanto amor e carinho receberá no futuro Novo Mundo. Nada que pode ser comparado ao amor e carinho que já recebe de pessoas do mundo. Essas passam a ser descartáveis, enquanto não demonstram interesse pela religião.

Triste assim


Mantenham-se firmes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário